Dicas para o Ramo do Marketing Digital em Tempos de Crise

Dicas para o Ramo do Marketing Digital em Tempos de Crise, o marketing digital era uma das estratégias mais eficientes do mercado atual, durante essa crise, tornando-se indispensável para os empreendimentos que desejam sobreviver e manter seus ganhos em dia.

Veja também:

No atual contexto, com a pandemia da Covid-19, o fechamento das lojas e as medidas de isolamento social fizeram com que várias empresas, principalmente os estabelecimentos com pontos físicos, tivessem que orientar seus investimentos para plataformas virtuais. Desse modo, o marketing digital ganhou ainda mais notoriedade.

Vale dizer que a crise do novo coronavírus não é a primeira e nem será a última situação problemática que iremos enfrentar. Afinal de contas, o Brasil é conhecido por suas instabilidades econômicas, por isso, é praticamente uma obrigação dos empreendedores aprender novas iniciativas para sobreviver no mercado.

O artigo de hoje traz algumas dicas de estratégias de marketing digital em tempos de crise, que podem ser aproveitadas por empresas de quaisquer segmentos. Acompanhe a leitura!

Aprimore as técnicas de SEO

O SEO (Search Engine Optimization), ou otimização para os mecanismos de busca, consiste em um conjunto de técnicas que visam melhorar o rankeamento do seu site ou blog dentro dos buscadores, especialmente o Google.

A estratégia já é adotada por mais de 69% das empresas brasileiras, devido ao seu grande potencial para aumentar o tráfego orgânico, a geração de leads (potenciais clientes), além de contribuir com o reconhecimento do seu negócio.

Isso porque a maioria das pesquisas na internet começa no Google. Por exemplo, se um usuário deseja encontrar caixilhos de alumínio, há grandes chances que ele faça uma busca no site, para encontrar informações sobre o produto ou lojas especializadas.

Por esse motivo, aparecer entre os primeiros resultados significa aumentar as chances de venda. De acordo com o Search Engine Journal, 60% dos cliques vão para os três primeiros resultados nos mecanismos de pesquisa.

Ou seja, em tempos de crise, vale a pena investir em SEO para se destacar da concorrência e conquistar mais clientes.

O grande atrativo do SEO é que ele trabalha majoritariamente com o tráfego orgânico. Sendo assim, as empresas não precisam investir dinheiro diretamente em nenhuma plataforma.

No entanto, é importante focar em uma produção de conteúdo de qualidade, já que uma das coisas que mais conta no rankeamento do Google é justamente o valor do artigo ou material produzido.

Dessa forma, ao tratar de uma pastilha de vidro, vá além da mera propaganda, frequente nos anúncios e estratégias tradicionais de marketing, mas produza um texto que gere valor para os leitores.

Além do marketing de conteúdo, o SEO trabalha com outros fatores de classificação, incluindo:

-Uso de palavras-chave no artigo;

-Foco na experiência do usuário;

-Navegação para dispositivos móveis;

-Diversificação de materiais e formatos;

-Produção periódica de conteúdo no site/blog.

Vale a pena ficar atento às mudanças do Google, já que o buscador também altera com certa frequência os parâmetros de rankeamento.

Invista em redes sociais

Durante a crise do novo coronavírus, as redes sociais tornaram-se canais protagonistas da comunicação, visto que elas oferecem oportunidades para as pessoas se conectarem, de modo fácil, simples e rápido.

A perspectiva é que a fama das redes prevaleça por muito tempo, tanto que várias empresas começaram a investir com mais força nessas plataformas, após o cenário de crise. Só no primeiro mês da pandemia global, houve um aumento de 61% na taxa de engajamento nas redes.

Por esse motivo, plataformas como o Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok são um campo fértil para a produtividade das empresas. Assim, os empreendimentos que investiram nesses canais conquistaram reconhecimento e credibilidade, bem como se tornaram mais visíveis para os consumidores.

Uma das grandes vantagens das redes sociais é o seu alto poder de segmentação. Quer dizer que uma clínica de psicologia, por exemplo, pode orientar seus conteúdos para pessoas realmente interessadas no serviço, aumentando as chances de conversão.

Além do mais, é possível criar diferentes conteúdos, de acordo com as especificações de cada rede, para que mais pessoas possam conhecer o seu negócio e interagir com o conteúdo.

Aliás, algumas plataformas desenvolveram recursos exclusivos para as empresas, como é o caso do Instagram Shopping, que encurta a jornada de compra dos consumidores e facilita a tomada de decisão. Com isso, as empresas passam a vender diretamente pela rede.

Por esse motivo, vale a pena explorar as potencialidades desses canais e planejar estratégias assertivas para o marketing nas redes sociais.

Crie conteúdos em vídeo

Vivemos em um mundo de imagens. Apesar de percebermos o declínio da televisão como um meio tradicional de propaganda, também acompanhamos o crescimentos dos conteúdos em vídeo na internet, sendo que o YouTube já é considerado o segundo maior site de pesquisa do mundo, perdendo apenas para o Google.

Até porque é muito mais fácil assistir a um vídeo de como obter um laudo AVCB preço acessível, do que ler um artigo extenso sobre o assunto. Com a rotina cada vez mais corrida das pessoas, a tendência é realmente a ascensão dos conteúdos audiovisuais.

De acordo com uma pesquisa feita pela Provokers e encomendada pelo Google, o consumo de vídeo na web cresceu mais de 165% no Brasil nos últimos anos, enquanto a programação televisa teve um aumento de 24% no mesmo período.

Por isso, as empresas que desejam se destacam em tempos de crise precisam estar atentas às tendências do marketing e buscar formas de investir na produção de conteúdos em vídeo.

Uma solução é contratar uma produtora de vídeo institucional e começar a elaborar materiais também para o YouTube.

Fique atento ao Marketing de Relacionamento

O relacionamento com os clientes é fundamental para qualquer empresa, especialmente em tempos de crise. Afinal, mais do que nunca, é preciso focar em atitudes para reter, fidelizar e encantar o consumidor.

Nesse sentido, o marketing de relacionamento aparece como uma estratégia indispensável durante a crise. Pois irá garantir que os clientes não te abandonem, mesmo em períodos de adversidades. Para incorporá-lo à sua empresa, o primeiro passo é conhecer quem são os seus consumidores, realizando uma pesquisa de público-alvo. A tecnologia pode ajudar muito nesse quesito: um sistema para loja de roupas, por exemplo. Pode fornecer informações sobre a faixa etária, estilo, estado civil e escolaridade dos consumidores.

Tendo em mãos esses dados, fica mais fácil elaborar conteúdos direcionados, além de manter um contato mais próximo com os clientes, personalizando as mensagens e enviando materiais realmente valiosos para a sua audiência.

Mas, o marketing de relacionamento não se esgota aí. Uma das principais iniciativas da estratégia é o contato pós-venda. Seja por meio de pesquisas de satisfação, ofertas e descontos exclusivos, ou até mesmo um clube de vantagens.

Dessa forma, o consumidor tem maiores chances de comprar novamente com a sua empresa. O que pode ser essencial para a sobrevivência em tempos de crise.

Por exemplo, alguém que adquiriu um curso segurança do trabalho pode ficar satisfeito com os resultados e com o aprendizado.

Para ter esse feedback, a instituição pode enviar uma pesquisa de satisfação com os alunos, para coletar informações sobre o que eles gostam e o que é necessário melhorar.

Depois, o marketing de relacionamento pode se pautar no envio de e-mails periódicos, como forma de manter um contato com o público.

Ao perceber que os alunos gostaram do serviço, a empresa pode oferece um desconto em um curso nr10, por exemplo, e assim garantir novas oportunidades de negócio.

Importante ressaltar que, em momentos de crise, a prospecção de clientes pode ser muito mais difícil. Por isso, contar com consumidores fidelizados é uma forma de manter o fluxo saudável da sua empresa e, desse modo, assegurar a manutenção dos lucros.

Tenha um orçamento detalhado

Por mais que o marketing digital seja indispensável em tempos de crise, então é preciso ter um planejamento detalhado de todos os investimentos. Para que o seu negócio não saia por aí injetando dinheiro de forma desorganizada.

As estratégias digitais tendem a ser muito mais econômicas em comparação ao marketing tradicional e. Por esse motivo, muitos gestores fazem investimentos descontrolados, que geram pouco ROI (Retorno sobre Investimento) devido à falta delineamento das ações.

Em tempos de crise, principalmente financeira, vale a pena ter não só um planejamento, mas também definir um teto de gastos. Para que a sua empresa não se comprometa e, com isso, possa sofrer prejuízos futuros.

Conclusão

A sua empresa está preparada para enfrentar os tempos de crise? As dicas acima servem como um ponto de partida para que o seu empreendimento. Mas comece a investir em marketing digital e conheça os benefícios da estratégia.

Via: portogente

TAGS: Dicas para o Ramo do Marketing Digital em Tempos de Crise – Dicas para o Ramo do Marketing Digital em Tempos de Crise – Dicas para o Ramo do Marketing Digital em