Como evitar penalização do Google para otimização de site?

Como evitar penalização do Google para otimização de site SEO?

O desaparecimento dos resultados do Google é algo que assombra empresas e profissionais de SEO em todo o mundo. E por um bom motivo. Uma atualização algorítmica é suficiente para mergulhar seu site nas profundezas do abismo que existe após a primeira página de resultados. tráfego orgânico para a sobrevivência do seu negócio e não tenha cuidado, uma penalidade algorítmica pode significar o fim da linha.

Assustador, não é? Não é algo simples de resolver. A maioria das empresas não tem ideia do que ser feito quando isso acontece, muito menos sabe que dá para evitar a penalização algorítmica. Na verdade, muitas delas nem sabem que isso existe e só descobrem quando “deu ruim“. Vendo essa situação, resolvi escrever sobre como se prevenir. Mas antes de iniciar, é necessário deixar claro alguns pontos:

Estou falando sobre penalização algorítmica – Existem dois tipos de penalização no Google: a manual e a algorítmica.

  • A penalização manual acontece quando alguém que trabalha no Googleplex avalia seu site e resolve apertar o “botão vermelho“. Nesse caso, existe uma ação humana por trás da penalização. Se isso acontecer, é porque você andou aprontando mais do que devia. Você será notificado no Google Webmaster Tools.
  • Na penalização algorítmica não existe avaliação humana: os algoritmos do Google fazem o trabalho. Essa penalização deve ser entendida como uma “desqualificação“, porque os algoritmos não julgam o que é certo ou errado. Eles determinam quais sites estão qualificados e em qual posição eles vão aparecer quando alguém realizar uma busca. Mas o nome penalização cai muito bem. É  só conferir o resultado de violar as regras nos gráficos no início do artigo para confirmar isso.

Estou falando sobre prevenir, não sobre se recuperar – A maioria das pessoas só procuram cuidar da saúde quando já estão doentes, às vezes em estado grave. Acontece o mesmo com seus sites: só procuram um bom profissional de SEO quando o site está muito prejudicado. Se recuperar leva tempo, mas é possível. Mas isso é assunto para um outro artigo. O que vou explicar aqui, tal qual um médico sempre recomenda a prevenção, é como não deixar a penalização acontecer.

Faça uma auditoria no seu conteúdo

“Auditoria de conteúdo” pode soar como algo complicado, mas é extremamente necessário. Essa é a melhor maneira de encontrar o que pode estar errado e corrigir tudo com antecedência.

  • Tenha sempre em mãos as diretrizes do Google (à essa altura você já deve ter decorado tudo).
  • Confira cada página do seu site e tenha certeza de que seu conteúdo é de qualidade, que não existe prática de keyword stuffing, que as imagens possuem alt tags coerentes, e que não existem excessos de otimização ou coisas que violem as diretrizes.

Se seu site possui muitas de páginas, use o Google Analytics para para identificar as páginas mais visitadas e comece a auditoria por elas. É fácil: vá até Comportamento > Conteúdo do site > Todas as páginas.

Conteúdo sem qualidade e excesso de otimização (over optimization) são grandes causas de penalização algorítmica. Deixe seu conteúdo impecável e você terá meio caminho andado para estar seguro. Recomendo a leitura do artigo do mestre Niel Patel sobre como fazer uma auditoria de conteúdo completa.

Crie conteúdo relevante

Deixei a melhor parte para o final. Parece óbvio, mas o óbvio nem sempre simples de se entender. Atualmente, no mundo das buscas e SEO, nada é mais importante do que ter um bom conteúdo, que realmente é pertinente ao que o público procura. Se for para seguir ao menos uma das recomendações do Google, essa é a principal. Marketing de Conteúdo funciona. Veja o que fazer:

  • Crie conteúdo consistente e relevante, porque Marketing de Conteúdo não é algo simples. Criar conteúdo bom de verdade leva dias de trabalho;
  • Escreva textos impecáveis, sem erros de escrita;
  • Faça diferentes tipos de conteúdo: infográficos, vídeos, textos, fotos, etc. Essa variedade ajuda a engajar os visitantes e aumentar o tráfego do seu site.

Quando você produz conteúdo bom de verdade, as pessoas visitam seu site, clicam, navegam, aprendem, compartilham e ficam loucas para ter mais conteúdo desse tipo. Os links começam a aparecer naturalmente e os rankings melhoram. E o melhor de tudo: sem risco de penalização.

Faça uma auditoria nos seus backlinks

Como eu disse anteriormente, as pessoas esperam o pior acontecer ao invés de se precaverem. Não espere seu site ser penalizado para fazer uma auditoria de backlinks. De maneira defensiva, você identificará todos os links que apontam para seu site. Um dos mais importantes fatores que o Google utiliza na hora de indexar seu site é a qualidade dos links que apontam para ele. Não é tão difícil quanto parece. Você pode pegar uma lista de todos os links que apontam para o seu site usando o Google Webmaster Tools.  Vá em Tráfego de pesquisa > Links para o seu site

Depois, clique em “mais”, abaixo de “maior quantidade de links”. Daí, clique em “Fazer o download de links mais recentes”. Agora você tem uma lista dos links que o Google está usando para avaliar seu site. Você pode fazer essa revisão a cada dois meses. Fique atento aos links suspeitos, que estão em sites estranhos e que não pareçam ser naturais, principalmente se usarem uma keyword importante para seu site.

Se encontrar links desse tipo, envie um email para o webmaster do site e solicite:

  • ou a utilização do atributo rel=nofollow no link;
  • ou a remoção do link.

Se ele não responder ou cooperar, você tem uma última cartada: usar a Disavow tool para remover os links. Mas use apenas EM ÚLTIMO CASO e só se tiver certeza do que está fazendo. Ao mesmo tempo que é uma solução, pode ser um tiro no pé porque você pode acabar removendo algum link que é bom para seu site. Para entender mais sobre essa funcionalidade e ver se vale a pena ou não utilizá-la, leia esse artigo da MOZ.

Tudo tranquilo até agora. Em apenas três passos, você praticamente anulou qualquer possibilidade de ser penalizado. Mas ainda há mais algumas dicas para que você tenha ainda mais segurança.

Demita seu SEO

Seu profissional de SEO pode estar fazendo mais do que melhorar o posicionamento do seu site. Existem muitos profissionais e agências que podem ser apelidados de tatu, pois literalmente levam seu site para o buraco. É muito comum encontrar pessoas desesperadas que foram abandonadas pelos seus SEO’s e agências após uma penalização. Isso acaba com a credibilidade do mercado. Alguns SEO’s continuam fazendo coisas como:

  • Obtendo backlinks de baixa qualidade, vindo de sites ruins e de diretórios;
  • Fazendo keyword stuffing, usando texto âncora exato em excesso, exagerando na otimização interna,…;

Mas antes de cortar cabeças, é recomendável uma boa conversa com o seu SEO. Algumas coisas que você pode perguntar:

  • O que exatamente você está fazendo no site? Em quais páginas? Como é a linkagem interna? Me mostre.
  • Como você está fazendo linkbuilding? De onde vem esses links? Qual é a autoridade de domínio de cada site que você conseguiu esses backlinks? Quais textos âncoras eles estão usando?

Você precisa entender o que se o seu profissional de SEO ou agência está ajudando ou “sabotando” o seu site. 

Saiba quando o Google atualiza seus algoritmos

O mestre Sun Tzu já ensinava há muito tempo atrás em seu A Arte da Guerra que é importante conhecer não só o inimigo, mas também o campo de batalha, o clima, o relevo, etc. Sendo assim, vamos conhecer o nosso campo de batalha. Para isso, temos que acompanhar e entender as mudanças constantes dos algoritmos. Por sorte, existem maneiras de estar por dentro dessas atualizações. A Moz oferece o Google Algorithm Change History, que te mostra o histórico das atualizações, quando ocorreram e ondo elas se aplicam.

Se você estiver sempre por dentro das atualizações, você sempre vai estar preparado para qualquer impacto. Outra forma de saber sobre as mudanças é acompanhar os grupos de discussão de SEO em redes sociais e fóruns. E também seguir outros profissionais de SEO, pois muitos compartilham informações sobre atualizações. Seguir o cara que lidera a equipe de Webspam do Google, o Matt Cutts,  também é uma boa. Fizeram até um site que lista todos os vídeos que ele fez que é uma mão na roda.

Conheça as regras do jogo

Se você não quer que seu site seja desqualificado, a coisa mais importante e óbvia a ser feita é entender as regras do jogo: o que o Google diz para ser feito. Goste ou não, é ele quem dita as regras e você precisa, no mínimo, conhece-las. 

Está em bom e claro português: “Siga nossas diretrizes“. Se o seu site é seu ganha pão, saber as regras é de extrema importância. Resumidamente, o que as diretrizes querem dizer é: crie conteúdo relevante para seu público. Existem muitos detalhes, cada caso é um caso, mas essa é a base de tudo. De qualquer maneira, leia as diretrizes e entenda o que o Google espera do seu site. Seguir ou não fica à seu critério.

Conclusão

Sendo esperto, você pode ser o vencedor no jogo do Google. De maneira resumida, você precisa adotar o hábito da prevenção, de se precaver de erros e estar por dentro das atualizações. Dessa forma, você evita problemas com a penalização algorítmica e pode curtir as vantagens de estar bem posicionado no Google. Leve o hábito da prevenção para sua vida pessoal também, ok? De nada adianta você ter um site bem posicionado no Google e ganhar grana se sua saúde está um lixo.

Via: Presença Digital

Open chat